ERLIQUIOSE CANINA PRECEDIDA POR DESCOLAMENTO DE RETINA: RELATO DE CASO

Authors

  • Valéssia Kelly Miranda Maia Centro Universitário CESMAC, Maceió, Alagoas https://orcid.org/0000-0001-8554-3255
  • José Andreey Almeida Teles Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba http://orcid.org/0000-0003-3322-410X
  • Gil Dutra Furtado Graduando em Medicina Veterinária/Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba; Agrônomo/Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Doutor em Psicobiologia/Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Agrônomo-Sócio da Cooperativa do Agronegócio (COOPAGRO), Natal, Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0001-5611-4814

DOI:

https://doi.org/10.32435/envsmoke.20203307-17

Keywords:

Ehrlichia canis, Oftalmopatias, Carrapato

Abstract

No dia 21-03-16, foi atendida no consultório veterinário da “VM RURAL” uma cadela, raça labrador, idade 3 anos, pesando 20 kg, com erliquiose canina que culminou num descolamento de retina causando cegueira. O método diagnóstico utilizado foi o clínico, associado ao diagnóstico laboratorial através do hemograma e pesquisa de hemoparasitos que auxiliou na confirmação desta doença. A conduta terapêutica baseou-se na administração de doxiciclina, na dosagem de 10mg/kg, via oral, durante 30 dias, uma vez ao dia. Posteriormente associou com dipropionato de imidocarb na dose de 5mg/kg subcutânea, seguida de outra administração duas semanas depois. Com a administração da doxiciclina o paciente reagiu bem, mas o hematócrito não atingia o valor referencial, após as duas aplicações do imidocarb o paciente continuou estável e o hematócrito atingiu a concentração desejada. A efetivação desse estudo pretende alertar para a gravidade dos sinais oftálmicos causados pela erliquiose, objetivando assim o diagnóstico precoce, para que o paciente seja tratado corretamente e em tempo hábil, evitando quadros mais graves como o que ocorreu com esse paciente acima mencionado. Além da conscientização da importância da prevenção, principalmente em locais de grande concentração de animais que possui alta chance de infestação por carrapatos, um complicante é a inexistência de vacina contra esta enfermidade. A erliquiose canina deve ser sempre pesquisada e alvo de estudo, por ser uma doença cosmopolita, por dispor de um vetor de difícil erradicação e por possuir importância na saúde pública, já que nas últimas décadas passou a ser considerada uma zoonose.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Valéssia Kelly Miranda Maia, Centro Universitário CESMAC, Maceió, Alagoas

Pós-graduanda do Curso de Clínica Médica e Cirúrgica de pequenos animais

José Andreey Almeida Teles, Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba

Mestre em Biociência Animal, Médico Veterinário, Professor UNINASSAU

Gil Dutra Furtado, Graduando em Medicina Veterinária/Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba; Agrônomo/Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Doutor em Psicobiologia/Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Agrônomo-Sócio da Cooperativa do Agronegócio (COOPAGRO), Natal, Rio Grande do Norte

Engenheiro Agrônomo e Psicopedagogo, Doutor em Psicobiologia e Pós-Doutor em Desenvolvimento do Meio Ambiente. Atualmente é Cooperado da COOPAGRO (Cooperativa de Serviços Técnicos do Agronegócios ) e pesquisador associado ao LABEA (Laboratório de Ecologia Aquática) da Universidade Federal da Paraíba.

References

ADAMS, H.R. Farmacologia e terapêutica em veterinária. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

AGUIAR, D.M.; SAITO, T.B.; HAGIWARA, M.K.; MACHADO, R.Z.; LABRUNA, M.B. Diagnóstico sorológico de erliquiose canina com antígeno brasileiro de Ehrlichia canis. Ciência Rural, 2007.

ALMOSNY, N.R.P. Hemoparasitoses em pequenos animais domésticos e como zoonoses. Rio de Janeiro: NDLF Livros, 2002.

ALVES, M.L.; LINHARES, G.F.C.; CHAVES, N.S.T.; MONTEIRO, L.C.; LINHARES, D.C.L. Avaliação de Indicadores e Protocolo para o Diagnóstico da Pancitopenia Tropical Canina por PCR. Ciência Animal Brasileira, p. 49-54, 2004.

BRANDÃO, L.P.; HAGIWARA, M.K. Babesiose canina - revisão: Clínica Veterinária. SãoPaulo: Ed. Guará, 2002.

BREITSCHWERDT, E.B. Riquetsioses. In: ETTINGER, S.J.; FELDMAN, E.C. (Org.). Tratado de medicina interna veterinária: doenças do cão e do gato. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004. p. 422-429.

COSTA, J.O.; BATISTA Jr., J.A.; SILVA, M.; GUIMARÃES, M.P. Ehrlichia canis infection in dog in Belo Horizonte – Brazil. Arquivo da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 25, n. 2, p. 199-206, 1973.

COUTO, C.G. Doenças rickettsiais. In: BICHARD, S.J.: SHERDING, R.G. (Org.). Manual Saunders: clínica de pequenos animais. Rio de Janeiro: Roca, 1998. p. 139-142.

DAGNONE, A.S.; MORAIS, H.S.A.; VIDOTTO, O. Animal and human Ehrlichiosis. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 22, n. 2, p. 191-201, 2001.

DAMAS, J.A.K. Erliquiose Canina: Revisão de Literatura. Curso de pós-graduação em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais, UNIP- Universidade Paulista, Vitória, 2012.

ENG, T.R.; GILLES, R. Ehrlichiosis (Zoonosis Update). Journal of the American Veterinary Medical Association, Schaumburg, v. 194, n. 4, p. 497-500, 1989.

EVERMANN, J.F. Laboratory diagnosis of viral and rickettsial infections. In: GREENE, C.E. (Ed.). Infectious diseases of the dog and cat. 2. ed. Philadelphia: WB Saunders, 1998. p 1-61.

ISOLA, J.G.M.P.; CADIOLI, F.A.; NAKAGE, A.P. Erliquiose canina - Revisão de Literatura. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, São Paulo, v. 9, n. 18, p. 1-11, 2012.

JONES, T.C.; HUNT, R.D.; KING, N.W. Patologia Veterinária. 6. ed. São Paulo: Editora Manole, 2000.

KOMNENOU, A.; MYLONAKIS, M.; KOUTI, V.; TENDOMA, L.; LEONTIDES, L.; SKOUNTZOU, E.; DESSIRIS, A.; KOUTINAS, A.; OFRRI, R. Ocular manifestations of natural canine monocytic ehrlichiosis (Ehrlichia canis): a retrospective study of 90 cases. Veterinary Ophthalmology, Medford, v. 10, p. 137-142, 2007.

KUEHN, N.F.; GAUNT, S.D. Clinical and hematologic findings in canine ehrlichiosis. Journal of the American Veterinary Medical Association, v. 186, n. 4, p. 355-358, 1985.

LEIVA, M.; NARANJO, C.; PEÑA, M.T. Ocular signs of canine monocytic ehrlichiosis: a retrospective study in dogs from Barcelona, Spain. Veterinary Ophthalmology, Medford, v. 8, n. 6, p. 387-393, 2005.

MARTIN, C.L. Ocular manifestations of systemic disease. In: GELATT, K.N. (Ed.). Veterinary ophthalmology. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins, 1999. p. 1408-1409.

MORAES, H.A.; ALMOSNY, N.R.P.; LABARTHE, N. Diretrizes gerais para diagnóstico e manejo de cães infectados por Ehrlichia spp. Clínica Veterinária, São Paulo, v. 9, n. 48, p. 28-30, 2004.

ORIÁ, A.P.; DÓREA NETO, F.A.; MACHADO, R.Z.; SANTANA, A.E.; GUERRA, J.L.; SILVA, V.L.D.; BEDFORD, P.G.C.; LAUS, J.L. Ophthalmic, hematologic and serologic findings in dogs with suspected Ehrlichia canis infections. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, v. 15, n. 2, p. 94-97, 2008.

ROBERTS, S.J. Veterinary obstetrics and genital diseases theriogenology. 3. ed. 1986.

SAITO, T.B. Estudo da erliquiose em cães expostos a carrapatos Rhipicephalus sanguineus experimentalmente infectados. Tese (Doutorado) - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

SILVA, I.P.M. Ehrlichiosis canine – literature review. Revista Científica de Medicina Veterinária, São Paulo, v. 13, n. 24, 2015.

SOUSA, V.R.F.; ALMEIDA, A.B.P.F.; BARROS, L.A.; SALES, K.G.; JUSTINO, C.H.S.; DALCIN, L.; BOMFIM, T.C.B. Clinical and molecular evaluation of dogs with ehrlichiosis. Ciência Rural, Santa Maria, v. 40, n. 6, p. 1309-1313, 2010.

TEIXEIRA PINTO, A.B.; CARVALHO, C.B. Eye diseases in canine monocytic ehrlichiosis. Jornal Brasileiro de Ciência Animal, v. 6, n. 12, 442-452, 2013.

WOLDEHIWET, Z.; RISTIC, M. Rickettsial and chlamydial diseases of domestic animals. Oxford: Pergamon Press. 1993.

WOODY, B.J.; HOSKINS, J.D. Ehrlichial diseases of dogs. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, Maryland Heights, v. 21, n. 1, p. 75-98, 1991.

Published

28/12/2020

How to Cite

Maia, V. K. M., Teles, J. A. A., & Furtado, G. D. (2020). ERLIQUIOSE CANINA PRECEDIDA POR DESCOLAMENTO DE RETINA: RELATO DE CASO. ENVIRONMENTAL SMOKE, 3(3), 07–17. https://doi.org/10.32435/envsmoke.20203307-17

Issue

Section

Artigos Completos

Most read articles by the same author(s)

> >>